top of page

Telhado verde

Charmoso e sustentável, o telhado verde é uma alternativa bem interessante para a cobertura de uma casa.


Bioconstrução de teto verde.

Construção de um telhado verde no espaço Morada Natural (MG)


Entre suas vantagens estão o conforto térmico (mantém a temperatura interna agradável tanto no frio quanto no calor) e acústico - imagine o barulho de chuva sobre uma telha de fibrocimento ou metálica e agora imagine essa água caindo sobre a terra -, e dispensa o uso de telhas produzidas com materiais que demandam alto consumo energético e grande impacto na extração da matéria prima, dificilmente reciclados. Dependendo do projeto, o telhado verde pode inclusive servir como um espaço de plantio de hortas, de estar e contemplação junto à natureza.

Para garantir um bom escoamento da água da chuva, a inclinação do telhado deverá ser de no mínimo 2%, mas é recomendável entre 5% e 15%, a fim de evitar um grande acúmulo de água e consequente excesso de peso na estrutura, mas também evitar que o material do telhado se desprenda e escorregue.

A primeira camada deverá ser de impermeabilização, evitando que a água infiltre na edificação - pode ser feito com lonas plásticas e inclusive reaproveitadas, como banners e outdoors, desde que se garanta a impermeabilidade. A segunda camada, preferencialmente, é uma barreira para evitar que as raízes e o trânsito de pessoas danifiquem o telhado e a lona - também é possível colocar uma camada sob a impermeabilização e pode ser feita com um feltro grosso, carpetes reaproveitados ou o até mesmo a manta geotêxtil da camada permeável¹. A próxima camada é a de drenagem, que conduz o excesso de água para as calhas - pode ser feita com argila expandida, brita ou outro material que permita o escoamento da água. Acima dela, uma camada permeável, para reter a terra e impedir que ela obstrua a camada de drenagem, como por exemplo a manta geotêxtil ou um tecido poroso. Enfim, a última camada é composta por terra e pela vegetação escolhida, que pode ter a altura de acordo com a capacidade estrutural da edificação.

A escolha dos materiais é determinada pelo investimento desejado, periodicidade de manutenção, capacidade estrutural e o impacto ambiental, e neste ponto muitas são as variáveis: se a matéria prima é renovável, o custo energético para produção e transporte do material, a possibilidade de reutilização, reciclagem ou compostagem ou se é fruto de reaproveitamento de resíduos, para citar alguns exemplos.

Outro ponto fundamental a ser projetado é o escoamento do telhado: calhas e ralos são sempre pontos cruciais na impermeabilização e devem ser feitos com muito cuidado.



Varanda com teto verde e vista para a lagoa.

Projeto de Baixo Impacto Arquitetura


Teto verde acessível.

Projeto de A+R arquitetura




Comments


bottom of page